Braseado de maminha com batatas e cenouras

Antes de mais nada, você deve estar se perguntando, que raio é esse tal de braseado, não é? Te respondo que você sabe exatamente o que é, já comeu váaaarios braseados ao longo da vida, mas não sabia até agora que o nome técnico era esse.

Vamos lá ver o que os livros técnicos (sacando o 400g… rsrsrs) dizem sobre o assunto: Braseado é uma técnica de cocção que consiste em dourar previamente o alimento em gordura quente e em seguida cozinhá-lo com pouco liquido em panela tampada. Utilizamos esta técnica para porções grandes ou peças inteiras e servimos o alimento ao final com o molho rico que se forma na panela… continuou na dúvida?

Agora você vai entender direitinho: lembra-se daquela carne de panela incrível e suculenta que sua mãe fazia e que usava uma peça inteira de carne ou cubos grandes? Então, essa carne de panela nada mais é que um braseado!

Minha avó explicava essa técnica ao seu modo. Ela dizia que era cozinhar pingando água, e deixando a carne cair na sua própria gordura. Que só assim a gente conseguia a cor perfeita para a carne que fica morena, cheirosa e gostosa…

Feitas essas breves considerações passemos a receita do braseado bacanudo, que eu e o meu lindo fizemos juntinhos a quatro mãos.

Usamos uma peça de maminha. Adoramos este corte que tem gordura na medida e muito sabor e que é o suficiente para umas 4 pessoas:


Braseado de Maminha com batatas e cenouras

Ingredientes

1 peça de maminha

2 cebolas médias cortadas em cubos mínimos

1 talo de salsão picadinho ou um talo de alho poró em rodelas finas

2 cenouras cortadas em rodelas largas

3 ou 4 batatas cortadas em cubos grandes

1 xícara de vinho tinto – use o mesmo vinho que você vai beber depois, esta história de cozinhar com chapinha é o ó! Sempre que for usar vinho na cozinha use um de boa qualidade, não precisa ser caríssimo, mas tem que ser bebível, ok?

1 bouquet garni (uma folha externa de alho poró “recheada” de talos de salsinha, raminhos de tomilho, folha de louro e depois amarrada com barbante )

Cheiro verde para polvilhar

Sal e pimenta do reino a gosto

Prá quem gosta, pimenta vermelha a gosto

Modo de fazer

Tempere a carne com sal e pimenta do reino. Em uma panela de fundo grosso bem quente, doure-a  em pouca gordura (óleo ou azeite). Você deve selar todos os lados da carne, assim garante que os sucos saborosos fiquem ali, guardadinhos, conferindo umidade e um sabor incrível.

Quando a carne estiver com todos os lados dourados, retire-a da panela e então junte a cebola e o salsão (e a pimenta vermelha) pra que liberem sabor. Não se esqueça de polvilhar a mistura com sal, que tem justamente a função de potencializar sabores. Deixe que o salsão e a cebola suem, ficando transparentes. Volte então com a carne para a panela.

Aí chega a vez do vinho (na panela, viu?). Com a ajuda de uma espátula faça com que o vinho limpe todo o fundo da panela, recolhendo toda a rapinha da carne, da cebola e do salsão.

O vinho vai evaporar e então você vai juntar água. Mas olha só, não é para cobrir a carne não. Bastam uns 3 copos americanos e tampe a panela! Atenção: fique de olho, não vá sair da cozinha pra twitar que a carne queima, viu!

Abra a panela e veja se o líquido já secou. Nesta altura do campeonato você terá um liquido grosso marrom com bastante gordura. Essa fase minha avó chamava de cair na própria gordura. Vire a carne e ”pingue” água novamente (ou seja, junte mais 3 copos de água), tampe novamente a panela e assim sucessivamente até que a carne esteja macia e cozida por inteiro.

Quando estiver pronta, você junta água o suficiente para cobrir metade da carne, junta o bouquet garni e ali cozinha os legumes. Primeiro a cenoura que demora mais para cozinhar e em seguida a batata.

Quando os legumes estiverem macios, ajuste o sal, polvilhe com a salsinha e sirva com arroz branco soltinho e uma saladinhas simples!

Para beber

Sirva com um vinho tinto seco e encorpado… um cabernet sauvignon ou merlot são perfeitos.

Na vitrola

O novo cd do Otto (Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos) que nós dois estamos viciados, balada perfeita para cozinhar e comer à dois!