Publi novo no Caderno Paladar: Sopas – Sopa thai de frango e leite de coco

Certa vez perguntaram para Carmen Miranda o que ela precisava para ser realmente feliz, a resposta veio de pronto: Um prato de sopa e liberdade para cantar!

Sopa é assim, mais que comida para o corpo, um verdadeiro carinho para a alma. Não por acaso, a maior parte das pessoa quando pensa em casa, família e aconchego, relaciona rapidinho um prato de sopa a tudo isso!

E prá você, que sempre está por aqui, lendo nossas receitinhas, nossas viagens pela cozinha, sinta-se brindado com um prato cheio de sua sopa predileta, com calor suficiente para confortar corpo e alma!

Brastemp apresenta: Receitas que vão muito além da comida

Tom ka Gai (sopa tailandesa de frango com coco)

Você deve pensar que sopa é aquela comida insossa que só merece ser encarada quando está doente ou de dieta. Que engano, meu amigo! Sem graça mesmo é esquentar o inverno com fondue ou pizza. Saia do óbvio e quebre a monotonia das noites frias: convide seus amigos para uma reunião aconchegante e surpreendente, regada a sopa. Esta receita é uma profusão de aromas e sabores, uma mistura caprichada e inusitada, daquelas que ficam assiiim… uma Brastemp!!

O que precisa? (4 a 6 porções)
1,25 litro de leite de coco; 2 colheres (sopa) de talo branco de cebolinha em rodelas; 1 colher (sobremesa) de gengibre em rodelas finas; 2 talos de capim-limão em pedaços; 1 malagueta pequena; 3 folhas de limão-rosa; 1 colher (chá) de sal; 1 colher (sopa) de naam plaah (molho de peixe*); 2 colheres (sopa) de suco de limão; 300 g de peito de frango desossado cortado em cubos; 200 g de cogumelos frescos (shitake ou paris); 3 colheres (sopa) de folhas e talos de coentro

* encontrado em lojas de produtos orientais

E o que eu faço com tudo isso?
Coloque o leite de coco para ferver. Adicione a cebolinha, o gengibre, a malagueta, o capim-limão, as folhas de limão e o sal. Assim, tudo juntinho. Deixe ferver. Junte o frango e deixe levantar fervura novamente. Agora é a vez dos cogumelos e mais cinco minutos de cozimento. Por último, o suco de limão, o naam plaah e o coentro. Desligue e sirva.

Para beber
Sopa de categoria precisa estar bem acompanhada. Se preferir vinho branco, vá sem medo. A acidez ajuda a limpar o paladar, dar uma reanimada nas papilas gustativas e prepará-las para a próxima colherada de sopa. Se a escolha for o tinto, prepare-se para ter o sabor da comida evidenciado pela composição da bebida. É de virar os olhos.

Para ouvir
A música certa, dizem por aí, tem a capacidade de fazer até uma sala vazia parecer cheia. Você vai acertar na mosca e no gosto dos convidados com o rock dos anos 1960/70 da coletânea Thai Beat a Go Go. Uma mistura meio beat, meio freak, totalmente hipnótica. Vai esquentar o jantar mais do que a sopa.
?Para comentar ?Sopa talvez seja uma das refeições mais universais. Se você oferecer maniçoba, ninguém vai saber que é um prato paraense. Mas sopa… todo mundo sabe o que é. Tem o minestrone italiano, o gazpacho espanhol, o goulash húngaro e agora tem mais uma para o seu repertório: Tom ka Gai, da Tailândia.

Para se dar bem
Cozinhe de porta aberta, deixe o cheiro tomar conta do ambiente. Enquanto os
vidros ficam suados, o perfume deixa a casa toda quentinha. Sopa é comida de alma – alimenta o corpo e acalma o espírito. Um antidepressivo natural. Seus amigos vão lamber até os dedos.

Consultoria: Letícia Massula, da Cozinha da Matilde.