Sazonal 2 – Cavalinha grelhada com salada de couscous, abacate, tangerina e erva doce

Fotos por Flavia Valsani

sazonal-churrasco-no-jardim-(flavia-valsani-foto---leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinhada-matilde)

E continuando a série sazonal, partimos para um churrasco no jardim, tudo para preparar como se deve, na grelha, as lindas cavalinhas. Primas das sardinhas, vestidas de prateado como elas, e que gritavam de todas as bancas de peixe do Mercadão, quase implorando à freguesia: Nós! Nós! Moça leva a gente! Senhor, estamos no ponto, gordinhas!

Não resisti, mesmo porque cinza chumbo estava na paleta de cores da Bia, assim como um verde queimado quase musgo, que me deu a ideia de combinar com abacate, e o toque final mesmo ficou por conta da erva-doce e das tangerinas, que estão bombando na temporada.

sazonal-churrasco-no-jardim-bia-e-cavalinha-(flavia-valsani-foto-e-leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Coloquei a Bia na grelha, pra finalizar as cavalinhas, enquanto eu e o André terminamos os acompanhamentos e a montagem da travessa. E quando juntamos o look com a comida, Uau! Uma luva, o colar remeteu à saladinha refrescante de laranja com erva-doce, e as marcas da grelha nas cavalinhas deixou todas elas vestidas com o mesmo casaco da Bia! Bingo!

sazonal-cavalinhas-grelhadas-com-salada-de-coucous-com-abacate-e-de-laranja-com-erva-doce-(flavia-valsani-foto-e-leticia-massula-e-andre-araujo-producao)

E o melhor da história, ficou tudo uma delícia, difícil foi fazer a produção parar de comer e voltar ao ensaio! ;)

A receita você confere agora: cavalinha grelhada acompanhada de salada de couscous marroquino com abobrinha, cenoura e abacate e saladinha fresh de erva-doce com tangerina.

receita

sazonal-cavalinha-grelhada-(flavia-valsani-foto-e-leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Nada mais simples que fazer peixe na brasa, basta untar com azeite, alguns minutinhos na grelha e estão prontos. Pra acompanhar fiz um couscous marroquino com cubinhos de abobrinha, cenoura e abacate, além de ciboulette da horta e azeite.

E pra finalizar, uma saladinha clássica: gomos de tangerina com lâminas finas de erva-doce, super fresh pra contrabalancear os sabores profundos das cavalinhas. Ficou a cara do mediterrâneo, além de muito fácil de fazer.

Ingredientes – 4 porções

sazonal-ingredientes-cavalinhas-grelhadas-(flavia-valsani-foto-e-leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Cavalinhas

  • 4 cavalinhas
  • 4 colheres de azeite
  • flor de sal

Couscous

  • 2 xícaras (chá) de couscous marroquino (semola de grano duro)
  • 2 xícaras (chá) de água fervida com 1 pitada de sal e duas casquinhas de limão
  • 1 xícara (chá) de abobrinha brunoise (cubos mínimos)
  • 1 xícara (chá) de cenoura brunoise (cubos mínimos)
  • 1 xícara (chá) de cubinhos de abacate
  • ½ xícara (chá) de ciboulette
  • raspas de 1 limão tahiti
  • suco de ½ limão tahiti
  • 8 colheres de azeite extravirgem
  • flor de sal e pimenta-preta moída na hora

Saladinha fresh

  • 1 xícara (chá) de gomos de tangerina sem película
  • 1 xícara (chá) de erva-doce laminada finamente
  • 1 colher (sopa) de suco de tangerina
  • 3 colheres (sopa) de azeite extravirgem
  • folhinhas de erva-doce
  • flor de sal e pimenta moída na hora

Modo de fazer

Acender a churrasqueira

Essa churrasqueira pequena se chama gengis khan e eu adoro, é prefeita para um churras pequeno, pra bebericar no jardim e enquanto assa um peixinho, um camarão… Pra começar o fogo, use um acendedor; e, caso tenha se esquecido de um (como eu…), use papel e pão velho embebido em álcool a 98 graus. Sobre ele coloque o carvão. Aí é só acender e já começar a cantar light my fire mentalmente… ou você prefere Franz Ferdinand com This Fire? Eu fico entre uma e outra…

sazonal-acendendo-a-churrasqueira-(flavia-valsani-para-cozinha-da-matilde)

Cavalinhas

Quando o braseiro estiver formado, unte as cavalinhas com azeite e leve-as diretamente à grelha. Basta 2 minutos de cada lado. Retire-as do fogo e polvilhe com flor de sal.

Couscous

Hidrate a sêmola com a água quente aromatizada com limão, um fio de azeite e uma colher (chá) de sal. Misture bem, cubra com um pano de prato e espere 5 minutos.

Solte a sêmola com um garfo, desfazendo os grumos. Em uma tigela misture a cenoura, abobrinha, abacate, raspas e ciboulette. Regue com azeite e limão, polvilhe com flor de sal e pimenta moída na hora. Mexa com delicadeza.

Acrescente a sêmola e misture tudo junto com cuidado. Ajuste o sal. Sirva com fatias de abacate.

Saladinha fresh

Misture todos os ingredientes e ajuste o sal.

Montagem

Sirva o couscous na travessa. Ao lado, as cavalinhas; e, sobre elas, a saladinha fresh.

sazonal-cavalinhas-grelhadas-com-salada-de-couscous-marroquino-com-abacate-e-de-laranja-copm-erva-doce-(flavia-valsani-fopto-e-leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Bom apetite!

Harmoniza com…

para beber

por
marcelo pedro

Harmonizar um peixe grelhado, que apesar de estar gordinho no inverno, é super leve, acompanhado de um salada de couscous marroquino com legumes, pede um vinho que tenha acidez pra encarar a cavalinha, mas que não mate os sabores sutis e delicados do couscous. Portanto, sugiro quase que um clichê: um bom vinho branco seco.

Ontem, por acaso, bebi uma taça de um Sauvignon Blanc de Mendoza, Argentina, que na hora me deu uma luz para harmonizar com a receita das cavalinhas grelhadas. Pena que não atentei para o produtor, mas prometo que assim que descobrir, conto pra vcs!

A uva Sauvignon Blanc é originária do oeste da França, desde o Vale do Loire até a região de Bordeaux. Lá ela entra em cortes como o Pouilly Fumé e o Sancerre do Loire e no famosíssimo vinho de sobremesa Sauternes. Mas fora da França, no Novo Mundo, são feitos vinhos varietais, ou seja apenas a Sauvignon Blanc entra na composição do vinho. E um varietal Sauvignon Blanc pode ser muito diferente, dependendo do país produtor. Os chilenos são mais parecidos com os franceses, mais florais e menos herbais. Já os neozelandeses são famosos pela acidez, aromas e sabores herbáceos. Nos Estados Unidos, por serem maturados em barricas de carvalho queimadas, podem ter um sabor levemente esfumaçado, daí serem chamados por lá muitas vezes de Fumé Blanc. Mas sem dúvida a melhor relação custo/benefício é dos Sauvignon Blanc argentinos de Mendoza, como o que tomei ontem. São vinhjos, em geral, para serem tomados jovens, pois não ganham complexidade ao envelhecer e perdem muito da sua acidez e frescura. Exceção aos cortes franceses do Loire e Bourdeaux, mas aí já não é mais pro meu bico!

E se vcs quiserem muito experimentar o Sauvignon que tomei ontem, procurem o wine truck Los Mendozitos e peçam para o Ariel Kogan, que é um dos sócios, argentino de Mendoza. Salud!


para ouvir

por
marina novaes

Copa do Mundo! Olha só que evento mais sazonal!

Longe do ufanismo, eu curto demais esse evento, apesar de nem ter time do coração definido.

E essa #copadascopas tá demais, DEMAIS. OOOEEEEEAAAAAAAAAAAAAA

E a casquinha esta sendo tirada por todos, mas essa sacada do Ricky Martin com o Dream Team do Passinho ficou demais!

Para quem não conhece o Dream Team do Passinho, do RJ, meio banda/meio movimento, mix de funk, frevo, break, samba, kuduro, contorcionismo e capoeira dá uma olhada:

Baile do Passinho 

Enquanto o peixe tá na gengis khan, dá para dar uma dançadinha!