Como cozinhar em panela de bambu + Camarão e legumes no vapor

Depois de uma explanação entusiasmada sobre as maravilhas da panela de bambu, combinei com o Felipe Simões uma pequena aula de como usar esse versátil utensílio. No fim, enquanto eu cozinhava e explicava ele fotografou boa parte do passo a passo e a aula acabou virando post, já que há tempos queria falar sobre o assunto aqui.

frutos-do-mar-na-panela-de-bambu-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

Sou muito fã de panelas de bambu, além de lindas, são versáteis, fáceis de usar e via de regra produzem uma comida muito saudável, já que cozinham no vapor. Dão um toque especial de sabor aos alimentos pelo cheirinho de madeira que soltam durante a cocção e como se não bastassem motivos, elas ainda por cima são baratas (as maiores giram em torno de R$ 50,00 nas lojas do bairro da Liberdade).

Está entre meus utensílios favoritos na cozinha, tanto que tenho duas e vira e mexe solto comida nelas, que vão direto à mesa: basta um prato ou travessa embaixo para não pingar e distribuir hashis aos convivas para que peguem a comida direto da fonte!

Para mostrar ao Fê como usá-las, montei uma com um “andar” de legumes e outro de frutos do mar. Fiz um molhinho super simples com as ervinhas que tinha em casa + raspas de tangerina, azeite e flor de sal e servi simples assim, com uma cervejinha básica para acompanhar já que o dia estava quente e pedia um refresco. Ele adorou!

Outro post bacana sobre panela de bambu você encontra na Cozinha da Ceci, da minha querida amiga Cecília Santos.

técnica de cozinha

Como cozinhar em panela de bambu

como-cozinhar-em-panela-de-bambu-2-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

1- Disponha o ingrediente que deseja cozinhar no vapor divididos pelos “andares” da panela. A ideia é colocar junto alimentos com o mesmo tempo de cocção, como eu fiz, vegetais em um andar e frutos do mar em outro.

montagem---como-cozinhar-em-panela-de-bambu-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

2- Uma dica importante é fazer apenas uma camada do ingrediente no fundo de cada “andar” e não fazer uma montoeira de ingredientes que vão acabar cozinhando de forma desigual e não desejada.

3- Em uma panela de boca larga (eu sempre uso minha wok ou frigideira antiaderente, ambas de boca larga) coloque cerca de dois dedos de água e algumas ervas aromáticas. Leve à panela ao fogo baixo.

4- Quando começar a formar bolhinhas de calor, disponha a panela de bambu sobre água, começando pelo “andar” com os ingredientes com maior tempo de cocção – no caso, comecei pelos legumes, que demoram cerca de 10 minutos para ficarem prontos.Tampe a panela.

como-cozinhar-na-panela-de-bambu-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

5- Quando estiverem quase prontos, ponto que vc testa com o toque de um garfo, acrescente o segundo andar com os frutos do mar, já que estes cozinham muito rápido – 3 a 5 minutos são mais que suficientes.

6-Durante toda a cocção fique de olho no volume de água na panela, repondo se necessário. Se secar você corre o risco de queimar a panela.

7- Retire do fogo e leve direto à mesa, regando o conteúdo com o molhinho de sua preferência.

legumes-na-paneladebambu-com-molho-de-ervas-aromatica-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

8- Se você tem apenas uma panela de bambu, deixe todos os ingredientes preparados para novas rodadas, é muito rápido, bastar dispor os ingredientes e levar ao fogo

O que cozinhar em panela de bambu?

9- Qualquer ingrediente que vc cozinharia no vapor pode ser cozido na panela de bambu. Os mais comuns são peixes, frutos do mar e legumes.

como-cozinhar-em-panela-de-bambu-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

10- No Japão é comum cozinhar arroz na panela de bambu, para isso vc deve forrá-la com um pano de prato fino úmido e sobre ele dispor o arroz também umedecido. Em geral o arroz fica pronto em 30 minutos.

Cuidados com sua panela de bambu

11- Se você, como eu, curte frutos do mar, o ideal é ter 2 panelas de bambu. Porque não adianta o que você faça (tem gente que forra o interior com papel alumínio) o bambu vai ficar impregnado com o cheiro de frutos do mar que vai passar para outros preparos. Então, tenha duas e marque a dos frutos do mar para não misturar sabores.

12- Depois de usá-la lave bem com uma escovinha e deixe secar no sol ou no forno quente desligado. Este passo é muito importante para sua panela não embolorar.

13- Depois de seca, guarde sua panela dentro de um saquinho ou sacolinha plástica para não empoeirar e não pegar cheiros.

receita

E como eu falei, duas receitinhas acompanham essa técnica, a primeira com os legumes e a segunda com frutos do mar. Eu fiz as duas com o mesmo molho para servir, mas vou aproveitar o post e ensinar dois molhinhos.

frutos-do-mar-no-vapor-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

Ingredientes

  • Mariscos e camarões em quantidade suficiente para preencher o fundo da panela.
  • Flor de sal.

Modo de fazer:

Disponha os frutos do mar na panela de bambu, salpique com flor de sal.

Leve ao fogo uma panela de boca larga (wok ou frigideira) com dois dedos de água no fundo e um punhado de ervas aromáticas. Quando a água começar a ferver, disponha a panela de bambu tampada sobre a água. Marque 4 minutos no timer. Quando der o tempo, desligue o fogo, regue com o molhinho de sua preferência e sirva imediatamente.

receita

legumes-no-vapor-com-molho-de-ervas-aromaticas-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

Eu adoro os malditos quiabo e jiló, portanto usei os dois e abobrinha italiana que eu tinha em casa. Fica delicioso com berinjela (em especial as baby), chuchu, maxixe, brócolis, couve de bruxelas… enfim, fica bom com quase tudo, basta pensar nos tempos de cozimento de cada ingrediente para fazer sua mistura favorita.

Ingredientes – 2 porções

  • 8 quiabos inteiros, apenas sem o cabinho – prefira os menores
  • 1 abobrinha italiana média cortada em palitos largos
  • 4 jilós baby partidos no sentido do cumprimento ou dois jilós convencionais partidos em gomos
  • flor de sal

Modo de fazer

Disponha os legumes na panela salpicados com flor de sal.

Leve ao fogo uma panela de boca larga (wok ou frigideira) com dois dedos de água no fundo e um punhado de ervas aromáticas. Quando a água começar a ferver, disponha a panela de bambu com os legumes tampada sobre a água. Marque 10 minutos no timer. Teste o ponto com um garfo, se estiverem macios, está pronto. Basta regar com o molhinho de sua preferência e servir imediatamente.

Molho de ervas aromáticas

Misture em uma tigelinha:

  • 1 colher (sopa) salsinha finamente laminada
  • 1 colher (sopa) cebolinha finamente laminada
  • 1 colher (sopa) de hortelã finamente laminado
  • 1 colher (sopa) manjericão finamente laminado
  • 1 colher (sopa) folhas de tomilho limão
  • 1 colher (sopa) folhinhas de erva doce
  • 1 colher (sopa) de pimenta dedo de moça sem semente laminada
  • raspas de meia tangerina
  • 1 colher (sopa) de suco de tangerina
  • 4 colheres (sopa) azeite extravirgem
  • Flor de sal e pimenta do reino à gosto

Molho thai de pimenta

Misture em uma tigelinha:

  • 3 colheres (sopa) de suco de limão
  • 1 colher (sobremesa) de nampla (molho thai de peixe, encontrado nos empórios do bairro da Liberdade, aqui em São Paulo)
  • 1 colher (sopa) de açúcar de palma (açúcar de coco da Tailândia, também encontrado nas lojinhas da Liberdade) – pode ser substituído por açúcar mascavo
  • 1 pimenta dedo de moça laminada com semente
  • 1/2 dente de alho brunoise
  • 1 colher (sobremesa) gengibre brunoise

Harmoniza com…

para beber

por
marcelo pedro

Como a chef já deu a deixa, para os futos do mar no vapor vou sugerir uma cerveja belga, a Affligem Blond. É uma cerveja tipo Ale de Abadia, super redonda, com teor alcoólico de 6.8%, bastante aromática e com amargor tranquilo.Vai bem com pratos mais delicados, como os frutos do mar e legumes no vapor, mas não os ofusca, nem some frente aos molhos de ervas aromáticas e pimenta.

Outra opção é a Eisenbahn 5, uma amber ale edição comemorativa feita pela cervejaria catarinense. É produzida pelo método dry-hoping, uma segunda adição de lúpulo durante a maturação,que confere um caráter mais aromático a cerveja. Apesar de no site da Eisenbahn ser harmonizada com carnes, não achei que tem estrutura para tanto, mas vai bem com os molhinhos apimentados e aromáticos. E pra quem acha que a Eisenbahn deixou de ser artesanal, principalmente depois de ter sido comprada por grandes grupos, eu achei superhonesta e com bom custo-benefício. Saúde!


para ouvir

por
marina novaes

Destas maravilhas que se pode fazer com a panela de bambu, lembrei de um cara que fez maravilhas com vários ritmos: Mulatu Astatke.

Etíope, compositor, arranjador e instrumentista, pegou o jazz, misturou com salsa, funk, e criou uma sonoridade particular e sofisticada. Já ouvi chamarem de ethio-jazz e também afro-latin soul.

Tocou com o Duke Ellington nos anos 70. E o ano passado, com Criolo  que o cita em Mariô (Atitudes de amor devemos samplear/ Mulatu Astatke e Fela Kuti escutar).

Enquanto os legumes e/ou os frutos do mar cozinham e você prepara o molho, ouça Yèkèrmo Sew e depois Emnete.


7 Comentários

  1. Sabrina disse:

    Não sabia da existência dessas panelas de bambu, achei-as lindas (e bem baratas, como você disse). Acho que algum dia (quando eu aprender a cozinhar, rs) eu posso até tentar fazer essa receita de frutos do mar, adorei!

    Parabéns pelo post, muito bom!

    • Letícia Massula disse:

      Oi Sabrina,

      Pois é, são queridinhas, facilitam a vida e ainda fazem comida saudável, não vivo sem as minhas! :)

      Cozinhar parece difícil mas é fácil, querida, é só questão de hábito, logo a gente cria intimidade com panelas e temperos!:-) Cheque sempre as receitas sem stress aqui do blog, são na medida para quem está aprendendo, todas pá-pum!

      beijocas,

      Letícia

  2. BISA SONIA disse:

    PANELA DE BAMBU, AONDE TEM PARA COMPRA!

    • Letícia Massula disse:

      Oi Sonia,

      Você encontra panelas de bambu para vender aqui em São Paulo nas lojinhas do bairro da Liberdade.Em outras cidades te aconhselho a procurar em pequenos empórios japoneses, costumam ter.

      beijocas

      Letícia

  3. Puxa, quanta honra ter meu bloguinho citado no seu blog! <3
    Essas panelas de bambu são muito legais mesmo. Eu uso sempre para cozinhar espinafre. E achei geniais aqueles camarões que comemos aí na sua aula, feitos na panela de bambu.
    A minha é pititica mas dá bem pro gasto, sem ocupar lugar.
    Beijos

  4. Jonas Morii disse:

    Olá Letícia !
    Será que poderia compartilhar sua receita no site da empresa onde eu trabalho ?
    Fico no aguardo de um contato.
    jonas.morii@tenmanya.com.br

    *As fotos ficaram muito boas ! Parabéns !

Deixe seu comentário