Pamonha assada

Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre pamonha: que fica melhor em receitas doces e que vem de Piracicaba. Para comemorar o santo Antônio, o João ou qualquer outro santo de quem você seja devoto neste mês de festas juninas, saia do óbvio. Arranque suspiros dos convidados com uma mistura que fica assiiim… uma Brastemp! Coloque na mesma caçarola milho, galinha-d’angola e pupunha e tire do forno uma bela pamonha salgada. Anote aí: Piracicaba ficou famosa pelas pamonhas, mas esse quitute é também muito popular em todo o interior de São Paulo e nos estados de Goiás e Minas Gerais.

Sugestão do mês:


Pamonha assada recheada com pupunha e galinha-d’angola

O que precisa? (4 porções)

3 xícaras de milho verde em grãos (cerca de seis espigas) 1 xícara de leite 3 colheres (sopa) de manteiga sem sal 2 ovos 1 cebola em cubos 2 colheres (sopa) de cheiro-verde 2 dentes de alho em cubos ½ quilo de carne de galinha-d’angola desfiada 1 xícara de palmito pupunha em rodelas finas Sal e pimenta-do-reino

E o que eu faço com tudo isso?

Massa
Bata o milho no liquidificador com o leite e leve ao fogo com 2 colheres de manteiga, mexendo sempre até que esteja cozido. Deixe esfriar um pouco e junte 2 gemas, misturando bem, e 2 claras batidas em neve.

Recheio
Em uma frigideira antiaderente, salteie a cebola e o alho em 1 colher de manteiga. Junte a pupunha e salteie mais dois minutos. Junte a galinha-d’angola e salteie mais dois minutos, acrescente então o cheiro-verde. Ajuste o sal e a pimenta-do-reino.

Montagem
Em um refratário, coloque uma camada fina de massa, uma de recheio e cubra com a massa. Leve ao forno até dourar.

Para comentar
Você podia jurar de pés juntos, mas sabia que as festas juninas não são uma comemoração genuinamente brasileira. (aqui é ponto mesmo ou interrogação? Para ser ponto acho que deveria ser saiba em vez de sabia) Elas fazem parte de uma antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão europeu, que foi trazida pelos portugueses. A fogueira de são João é comum em todas as festas na Europa que também celebram o santo. A gente colocou um temperinho aqui, outro acolá e tudo ficou assiiim… uma Brastemp!

Para se dar bem
Para agradar ao santo de verdade, nada melhor do que uma oferenda. E, se o jeito de ajeitar a vida de seus amigos é pôr a mão na massa, não deixe faltar os famosos pãezinhos de santo Antônio. Eles devem ser servidos e comidos no dia 13 de junho. Mas o pãozinho tem que ser dado por um membro da família ou amigo. Se você fizer parte da turma dos encalhados, combine com alguém próximo para fazer essa caridade por você. Afinal, para isso servem os amigos. Mais: se der tempo de passar em uma igreja, peça ao padre que benza os pãezinhos. Só para garantir!