Sazonal 3- Mariscos com vinho e aromáticos

Fotos por Flavia Valsani, assitência Zeza Maria – Produção por André Araújo e Letícia Massula

sazonal-3-mariscos-ao-vinho-branco-com-ervas-aromaticas-(flavia-valsani-foto---leticia-massula-e-andre-araujo-para-cozinha-da-matilde)

E de novo tomei chá de sumiço. Mas foi por uma boa causa, se me permitem. Eu e  Flavita colocamos o pé na estrada para começar um novo projeto, ainda sem nome, de registrar os bastidores de cozinhas pelo Brasil.

Começamos por Goiás, é claro. E de uma tacada só visitamos Goiânia, Pirenópolis e a cidade de Goiás, ou Vila Boa de Goiás… perdoem, portanto, o sumiço e aguardem o que está por vir. É puro amor! :)

Já de volta, hora de retomar a série sazonal, daqui a pouco já é primavera e o inverno vai acabar na gaveta… Voltemos a ela, mas aí, bem… aí que recomeço pedindo novamente desculpas. Desta vez pelo erro crasso… quando fui em busca dos produtos da estação, eles indicavam o marisco berbigão em plena temporada, não mexilhões como os das fotos.

Estes estarão na temporada no verão, e não no outono/inverno… Erro besta não fosse reincidente. Tenho mania, desde sempre, de deduzir coisas, tirar da minha cabeça… foi o que aconteceu. Deduzi (sem ao menos dar um único google!!!! shame!!!!) que marisco berbigão só podia ser mexilhão. Da minha cabeça, achei que tinha “cara de”, “que o nome remetia a”, enfim… só podia ser. E errei.

sazonal-mariscos-in-natura-(flavia-valsani-para-cozinha-da-matilde)

Meu primeiro impulso (depois de querer bater a cabeça na parede!!!!!) foi retirar os mariscos da série, já que fotografei mexilhões… mas já tinha falado deles… e no fim, apesar do erro quanto ao produto, o modo de fazer é o mesmo, tanto faz.

Resolvi manter o post. Assumir o erro. E como é reincidente (e sim, vai voltar acontecer, eu não tomo jeito…), eu o faço a la Leminski:

Nunca cometo o mesmo erro
duas vezes
já cometo duas três
quatro cinco seis
até esse erro aprender
que só o erro tem vez.”

Isso posto, vamos à receita que é ótema!

Se forem fazer agora, façam com berbigão (que parece vôngole mas é maior, concha clarinha, parece a da “shell”), ou deixem pro verão e façam com mexilhões. Tanto com um como com o outro é uma delícia. Isso eu garanto. Sem erro.

receita

sazonal-3-mariscos-com-vinho-e-aromaticos-2-(flavia-valsani-foto---leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

O melhor desse preparo é a facilidade. Rapidinho você tem uma panelada de mariscos que pode servir com pão, batatas fritas ou assadas (experimente com batatas doces assadas, é de comer rezando!).

E o melhor do melhor (ó Deus, como sou superlativa!) é que uma panela rende conversa que não acaba mais, já que é comida lúdica, de comer com as mãos, e da categoria que demanda tempo em volta da mesa.

Como fizemos no dia do ensaio, trabalho pronto, anoitecemos no conversê, dando conta de concha por concha, que amanheceram em uma pilha limpinha em cima da mesa.

sazonal-3---mariscos-ao-vinho-maos-e-paes-(flavia-valsani-foto---leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

E já que o assunto aqui também é o look da Bia, bem… esse aqui foi o meu favorito! (isso até semana que vem, quando postar o do caqui… ai essa leviandade libriana…) Mas falando sério, a combinação toda ficou linda!

tá bom. eu sei. tá muito blá blá blá isso aqui. vamos aos ingredientes:

Ingredientes – 4 porções

  • 2 kg de mariscos berbigão ou mexilhão ou vôngole ou marisco branco… enfim, pergunte ao peixeiro o que está na época
  • 1 cebola brunoise (cubos mínimos)
  • 3 dentes de alho brunoise (cubos mínimos)
  • 1 pimenta-de-cheiro (usei a cumari do Pará, super aromática e ardidinha na medida certa)
  • 3 colheres (sopa) de manteiga sem sal
  • 1 cálice de vinho branco seco
  • ½ maço de salsinha laminada finamente
  • 1 ramo de tomilho
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de fazer

Lave bem os mariscos em água corrente, removendo a barbinha que prende as conchas e qualquer resquício de areia. Use uma escovinha para ajudar. Deixe que escorra o excesso de água.

Aqueça uma panela de fundo grosso e nela derreta a manteiga, sue a cebola com uma pitada de sal. Acrescente o alho e deixe que também sue.

sazonal-3-mariscos-com-vinho-e-aromaticos-(flavia-valsani-foto-leticia-massula-e-andre-araujop-producao-para-cozinha-da-matilde)

Hora dos mariscos irem pra panela! Se prepara, estende a canga na varanda que a casa vai começar a cheirar mar… sente a maresia! :)

sazonal-3-mariscos-ao-vinho-(flavia-valsani-foto---leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Misture bem e deixe que os danadinhos aqueçam e se abram. Acrescente a pimenta-de-cheiro.

Junte o vinho branco seco. Deixe que evapore o álcool com a panela aberta (cerca de um minuto e meio).

sazonal-3---como-preparar-mariscos-com-vinho-(flavia-valsani-foto---leticia-massula-ae-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Ajuste o sal, polvilhe com pimenta-do-reino e finalize com as ervas aromáticas… misture com delicadeza, tampe a panela, desligue o fogo e deixe descansar 2 minutos.

IMPORTANTE: Na hora de servir, remova as conchas que não se abriram, essas não estavam frescas, não devem ser consumidas!

sazonal-3-como-fazer-mariscos-(flavia-valsani-foto--leticia-massula-e-andre-araujo-producao-para-cozinha-da-matilde)

Sirva com pão, massa, batatas fritas ou assadas ou coma puro, direto da panela…

desde que ao lado

de gente querida, que te faça

perder a noção de tempo! :)

sazonal-3-marisco-ou-mexilhoes-com-vinho-branco-seco-(flavia-valsani-para-cozinha-da-matilde)

Bom apetite!

 Harmoniza com…

para beber

por
marcelo pedro

Num post recente, um leitor da terrinha me descascou, acusando-me da não entender nada de vinho, porque não falei dos espumantes portugueses! Quanta injustiça! Justo eu, que puxo uma sardinha danada pro vinhos portugas! Afinal, sou 50% português e realmete adoro os vinhos de lá. Na minha opinião, são os que tem melhor custo/benefício, e são excelentes para acompanhar as refeições. Então, minhas 2 indicações para os mariscos da Léti são vinhos portugueses.

Sempre falo de minha predileção e admiração por 2 enólogos e produtores da Bairrada, Luis e Filipa Pato. Não por acaso, pai e filha. De Luis Pato, minha sugestão é o branco Maria Gomes, produzido com a casta Maria Gomes, típica ds Bairrada e um pequeno percentual da uva Sercialino. É um vinho bastante sóbrio e elegante, sem excesso de fruta, flor e madeira. Perfeito para a deliciosa simplicidade dos mariscos.

Da Felipa Pato, indico o FP Bical e Arinto, produzido com estas 2 variedades na região da Bairrada, nos solos calcários e sob influência do clima Atlântico. Notas de sal e iodo remetem ao oceano, além dos defumados provenientes do solo calcário, lima e abacaxi típicas da Bical e pêra e maçã da Arinto, tornam este vinho perfeito com os mariscos.

A nossa saúde, Aires!


para ouvir

por
marina novaes

Para combinar com o clima outono/inverno, a melhor estação do ano em São Paulo, escolhi a música “O Cinza” do trio paulistano O Terno.

Considerados a melhor banda de rock de São Paulo hoje, os caras não tem nem 25 anos! E apostam certo no tradicional baixo-guitarra-e-bateria, para mostrar o seu rock and roll com doses de psicodelia, rock sessentista e uma pitada de microfonia.

Lançaram o novo disco homônimo, através de crowfunding, com participação de Tom Zé, Marcelo Janeci e Luiz Chagas, e fizeram um show lindo na Auditório Ibirapuera sexta dia 22 de agosto.

Dá para baixar o disco todo, e ouvir comendo marisco, mexilhão, independente da estação!

 Sound Cloud: O terno – O Cinza